Saudações!!

Bem-vindos ao meu jardim!
As flores aqui brotam da esperança, dos desesperos, das alegrias, das angústias, da paz e da inquietação. Brotam porque o jardineiro precisa torná-las visíveis... Brotam porque sua existência é fato consumado na alma... Brotam para servir de alento e inquietação, diante da realidade humana de comodismo e imitação.
Sintam-se à vontade para tocá-las, sentir o perfume, adubá-las, regá-las e tirar as ervas daninhas que as tentam abafar... Todo jardim precisa de cuidados diários. Este não é diferente. Pétalas para todos!!

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Perspectivas linguísticas

Ela é um texto em constante reformulação
         Ela é um discurso  de contraversão 
                  Ela é uma paráfrase com marcas explícitas e implícitas de suas referências
                         Ela é um tipo de  relativamente estáveis enunciados 
                              Ela carrega consigo a referencialidade a seus valores 
                                    É a progressão temática afinada com o que escolheu ser
                              Ela é uma dêixis polissêmica para os covardes
                     É um letramento por muitos ignorado
            Ela é a ciência de uma linguagem pouca explorada.
     É, afinal, um sujeito oculto, porém determinado. 
Leia-a, mas, acima de tudo, tente interpretá-la.

Fonte: http://2.bp.blogspot.com/-nNnERnXmALE/Ua5S9dfTWgI/AAAAAAAAABk/hS3WvORfGuE/s1600/imagem+1.jpg

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale com as flores, expresse suas ideias, retire as ervas daninhas e ajude a regar o jardim. Só não pise nas plantas... Obrigada!